23.5.10

Aquele potente...


...orgasmo de pura tristeza.
Se me ensinares a viver assim considero-te poderoso. Agora começo a perceber o porquê de tanto pessimismo. Mesmo assim parece não ter consumido o teu vigor. É triste. É feliz. É o quê?
Eficácia. (nao sei para quê) Mas foi eficaz. Excelentes resultados obtidos.
Salgou a derme. Salgou a consciência. Salgou a alma. Salgou a voz. Salgou o todo. Tudo.
Vou sobrevivendo sem remendos. (se é que existe algum...)
Ora, ensina-me. Se tens assim tanta força, ensina-me. Não deve custar muito. Para ti claro.
(Que teatro!)
Conclusão: Ma survie est morte (done na tua to-do list)

4 comentários:

  1. parte do meu trabalho final de filosofia encaixava aqui na perfeição. seria a outra metade.

    ResponderExcluir
  2. Quero ler esse trabalho, rox.

    ResponderExcluir