9.4.10

A tua tez

O prazer de ouvir-te cai ao meu colo.
Silêncio.
Silêncio.
Respeito.
Quando é a próxima vez?
Sem o menor esforço, vamos lá.

Por hoje basta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário